Quadrinhos digital: Marvel Global Comics para iOS

Outro app promissor para leitura de quadrinhos no iOS que foi lançado em Fevereiro de 2014 é o Marvel Global Comics, algo como a dominação mundial da Marvel nos quadrinhos e afins e que provavelmente deve ter algum suporte pela SHIELD, tamanho é o nome pomposo deste app.

Segundo informações do blog MeioBit a Marvel dependia de apps de terceiros para a venda de seus gibis digitais e este app agora é uma iniciativa global própria de oferecer seus heróis por todo o mundo pensante e falante em vários idiomas como japonês, chines, hebreu, coreano e até aquela língua perdida chamado de português.

Marvel Global Comics

Marvel Global Comics

Os titulos disponiveis em portugues são muito pouco ainda, mas são de titulos recentes e de séries populares como Os Vingadores, X-Men, Hulk, Homem-Aranha e outros. O preço é convidativo, cada título é vendido por $1,99 em dólares e somente para iOS, com promessa de se chegar em outras plataformas em breve.

Detalhe do app

Detalhe do app

O único porém são os comentários negativos, em sua maioria dos usuários brasileiros sobre o app e de sua biblioteca disponível, o que me impediu de comprar algo só para testar e aguardar mais um pouco para ver se melhora com o tempo. A reclamação em geral é de que os arquivos não possuem diagramação correta e a tradução não ser muito caprichada.

Infelizmente aqui no Brasil não contamos com a sorte de ter algo de qualidade para leitura digital. A única alternativa são as cópias piratas e escaneadas pela boa vontade de algum fã de quadrinhos.

Recomendo até que a Panini, detentora dos direitos de quadrinhos Marvel e DC, contrate essa turma que traduz, faz um photoshop legal e disponibiliza gratuitamente para você fazer o download. É só alguem da Panini pesquizar via Google que encontra essa turma toda, que aliás são muito competentes e profissionais.

Patrocinado pela SHIELD

Patrocinado pela SHIELD

Anúncios

Qual é o melhor meio digital para ler seus quadrinhos? – Parte 1

Desde jovem sempre colecionei quadrinhos, e como qualquer criança comecei a ler meus gibis pela Turma da Mônica do Mauricio de Souza. Era a época do famoso “formatinho”, com cores chapadas e só se encontrava revistas neste formato nas bancas. O tempo foi passando, o mercado amadurecendo e vieram os formatos grandes das revistas, o papel melhor e a impressão a cores especial.

No final dos anos 90 abandonei minha coleção, joguei fora alguns títulos antigos, outros se perderam pelas mudanças e há cerca de seis anos atras, com o advento de melhores smartphones, a aparição do Ipad e toda a pirataria disponível pela web, tornaram possível a minha vontade de colecionar quadrinhos novamente.

Desde então eu me deparo com uma dúvida cruel: qual o melhor meio de se ler um quadrinho digital hoje em dia?

Nokia_6120_Classic

Nokia 6120

Meu primeiro Smartphone foi um Nokia 6120, que logo vendi para comprar um Nokia 5800 e depois parti para o iPhone 3GS. Tudo isso em cerca de dois anos. Nesse tempo a tecnologia móvel deu uma grande salto de qualidade e com o iPhone e seu iOS, possibilitou que surgissem inúmeros apps que permitiram transformar o celular num verdadeiro canivete suíço. É lógico que uma possibilidade que sempre me chamou a atenção foi a opção de ler quadrinhos num aparelho móvel.

Nokia 5800

Nokia 5800

Na época da Nokia você enviava um arquivo pdf no celular e ficava com o teclado de zoom aumentando e direcionando a imagem para lá e para cá, para poder ler. Só que depois tudo ficava muito cansativo e tinha que forçar um pouco a vista para ler em uma tela tão pequena: o Nokia 6120 tinha 2,8 polegadas de tamanho, então imagina o sacrifício que era ler algo.

iphone

iPhone 3GS

Já o iPhone 3GS foi uma grande revolução com sua tela de 3,5 polegadas com o recurso do pinch to zoom: para uma leitura mais confortável você deixava o celular na horizontal e só com o toque na tela fazia a mudança de página, dava um zoom com dois dedos e comparado com a Nokia era uma maravilha.

Com o lançamento da App Store, a Apple também possibilitou que inúmeros aplicativos interessantes surgissem e principalmente os apps dedicados para a leitura de quadrinhos. Não me recordo direito quem começou primeiro, mas acredito que a Marvel lançou primeiro seu app, apostando no novo formato digital e em seguida foi acompanhada pela DC. A ComixLogic é outra loja conhecida que também oferece quadrinhos de várias editoras, com um catálogo mais amplo.

A principal novidade tecnológica era a leitura quadro a quadro do quadrinho, já que a principal limitação ainda é o tamanho da tela do smartphone. Outra novidade foi o surgimento aos poucos de uma animação dentro dos quadrinhos: uma onomatopéia que surge, um balão atrás de outro e até algum movimento dos personagens. Isso lembrava até aqueles antigos desenhos de televisão da Marvel nos anos 60, que eram a transposição dos quadrinhos para o formato televisivo. Mas a tentativa aqui era ampliar o interesse do publico pelos quadrinhos, já que ultimamente o mercado tradicional que quadrinhos vem encolhendo pouco a pouco.

Outro aspecto positivo do meio digital é o preço mais acessível dos quadrinhos: você encontra desde revistas gratuitas a preços variando entre centavos de dólares a três dólares ou pouco mais. Fora a possibilidade de encontrar edições mais antigas ou até mesmo raridades. Por exemplo um personagem que foi publicado aqui no Brasil mas nunca teve a série completa é o American Flagg do Howard Chaykkin e que você encontra disponível na ComixLogic as 12 edições por $19,99. O porém é que tudo está em inglês, e você não encontra quadrinhos disponíveis em português.

screen568x568

ComixLogic

screen568x568 (2)

ComixLogic

screen568x568 (1)

ComixLogic

O inconveniente da leitura de quadrinhos no smatphone é a tela pequena, pois na condução para o trabalho, na fila do banco ou um passatempo rápido quebra um galho, mas para além da leitura curtir a arte e a diagramação de um bom gibi a tradicional revista é imbatível.

Até que surgiu o iPad e minhas esperanças de carregar minha coleção de gibis num aparelho só me animou! Mas isso é assunto para um outro post.