Fanzine Coquetel Molotov

image

A revista Animal durou de 1988 a 1991 com corajosos 22 números nas bancas brasileiras, e foi a melhor revista em quadrinhos da época.

Descobri por acaso a revista Animal de no.4 numa banca de Campinas, e comprei os números anteriores pelo correio. Como a distribuição era complicada, não era em qualquer banca de jornal que se encontrava a revista e também havia o preço um pouco elevado em relação aos demais gibis.

image

Mas não quero falar muito da história da revista agora, mas sim sobre a edição que saiu a divulgação do meu fanzine que fazia naqueles tempos.

Comecei com o título de Coquetel Molotov, mas após um ou dois números acabei abreviando para Molotov mesmo e enviava os poucos mais de 20 exemplares de tiragem em cópias xerox para algumas revistas divulgarem e para outros fanzineiros como troca de zines.

Fuçando na minha coleção encontrei a revista Animal  no. 7 que acabou divulgando meu fanzine e provo a todos que não estava mentindo sobre o meu passado…

O mais legal da revista Animal era um encarte no meio chamado Mau, impresso em papel jornal, que tinha uma estética meio de fanzine, com muita colagem de textos e imagens, e abordava vários assuntos entre musica, sexo e quadrinhos undergrond,  onde se destacava uma seção chamado Maudito Fanzine. Nesta seção é que eles divulgavam os endereços dos fanzines e faziam um breve review de cada um deles.

image

image

Fiquei muito feliz quando saiu meu endereço (ainda morava em Campinas, SP) e também pelo desenho que fiz copiado de algum lugar, onde inseri a palavra “zine” na leitura e que fazia parte da capa do meu fanzine, como uma espécie de vinheta. Esses detalhes ainda me lembro, apesar de tudo isso eu já ter jogado fora já faz mais de 10 anos.

image

image

Mas como mantenho minha coleção de revistas em quadrinhos, com algumas coisas desta época, pretendo aos poucos ir escrevendo e tirando algumas fotos para divulgar. Se eu tiver um pouco mais de paciência e tempo pretendo até escanear toda a minha coleção e fazer uma espécie de biblioteca virtual disponível a todos. E quem sabe até imprimir este blog e voltar a editar um fanzine de verdade, que na verdade eu acho muito mais legal de ler do que em um computador. É a volta do analógico!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s